Portal do Governo Brasileiro

OK

10/12/2008
Dia Internacional Contra a Corrupção celebra união institucional na defesa da cidadania

Na comemoração do Dia Internacional Contra a Corrupção, nesta terça-feira (09), em Brasília, ficou patente a importância do trabalho conjunto em nome da boa aplicação dos recursos públicos e do interesse comum. Mobilização social e institucional; parcerias entre organismos federais, estaduais e municipais; compartilhamento de informações; esforço conjugado; e mutirão foram palavras e idéias presentes nos discursos das autoridades presentes na tarde de hoje à cerimônia na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC).

O lançamento do Projeto Um por todos e todos por um, iniciativa conjunta da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Instituto Cultural Maurício de Sousa, é indicativo, a começar pelo título, de que a preocupação com a união para defesa do interesse comum deverá perdurar nas gerações futuras. Os personagens da Turma da Mônica, Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão, participaram do evento para anunciar sua ajuda na divulgação, entre as crianças, da importância da cidadania e da ética para o incentivo ao controle social e prevenção da corrupção.

“O traço mais marcante desta ocasião é a participação de tantas instituições que aprenderam a trabalhar juntas”, discursou o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage. “Estão aqui, presentes, representantes de organizações do setor público e do setor privado que atuam na mesma luta, uma experiência de parceria que não conhece fronteiras, a chave para os avanços que o País conseguiu em relação à prevenção e ao combate à corrupção.” Ao lado no ministro, na mesa, representantes dos Poderes Executivo, Judiciário, Legislativo, e de instituições de classe e do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc).

O Cadastro Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis), novidade no recém-reformulado Portal da Transparência, é exemplo de união em defesa do interesse do cidadão. O Ceis divulga lista que é soma do trabalho de instituições federais e estaduais. Um mesmo banco de informações, acessível a qualquer internauta, coloca à disposição dados sobre as empresas que sofreram sanções pelos órgãos e entidades da administração pública das diversas esferas administrativas. “Todos os entes federados poderão ter conhecimento das declarações de inidoneidade ou suspensões que punem os maus empresários”, disse Hage.

Assessoria de Comunicação Social
Controladoria-Geral da União

voltar para o menu acessível