Portal do Governo Brasileiro

OK

18/11/2010
Ação conjunta da CGU e AGU amplia ressarcimento ao erário

Somente no primeiro semestre deste ano, a Advocacia-Geral da União (AGU), propôs mais de uma centena de ações judiciais com base em relatórios e apurações disciplinares da Controladoria-Geral da União (CGU), resultando no bloqueio de bens da ordem de R$ 503 milhões e no ressarcimento de mais de R$ 200 milhões aos cofres públicos.

A informação foi prestada por André Luiz Mendonça, Diretor do Departamento de Patrimônio Público e Probidade Administrativa da AGU, durante palestra feita hoje (18), no I Encontro de Corregedorias do Poder Executivo Federal, promovido pela CGU, em Brasília.

Mendonça revelou que a relação CGU/AGU tem se estreitado muito, também, nos processos de cobrança de ressarcimentos referentes a Tomadas de Contas Especiais (TCE), instrumento de que dispõe a Administração Pública para ressarcir-se de prejuízos que lhe forem causados.

O trabalho conjunto da CGU e AGU, segundo André Mendonça, tem contribuído para combater a corrupção com mais efetividade e agilidade, reduzindo o tempo entre a prática do ato lesivo e a efetiva punição e o ressarcimento dos prejuízos aos cofres públicos.

 

Assessoria de Comunicação Social
Controladoria-Geral da União

voltar para o menu acessível