Portal do Governo Brasileiro

OK

17/04/2012
Hage: “Brasil vive período de extrema transparência”

"O Brasil vive um período de extrema transparência, de intensificação das investigações e descoberta da corrupção, que sempre existiu", disse hoje (17) o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, durante entrevista coletiva de imprensa. Hage falou com os jornalistas logo após a cerimônia de abertura da 1ª Conferência da Iniciativa da Parceria para Governo Aberto (OGP), realizada na manhã desta terça-feira, em Brasília.

Participaram também da entrevista a subsecretária de Estado para a Democracia e Assuntos Globais dos Estados Unidos, Maria Otero; o ministro de Estado do Reino Unido, Francis Maude; e o diretor da Parceria Internacional sobre Orçamento (IBP) nos EUA, Warren Krafchi. "O que mais tenho visto é um esforço no país, por parte de seus governantes, para diminuir a corrupção", disse Maria Otero ao ser questionada sobre a imagem do Brasil nos EUA.

Em relação ao prazo para a entrada em vigor da Lei de Acesso à Informação, em 16 de maio próximo, Hage avalia que apenas seis meses para a implementação da medida é um período extremamente curto. "É claro que não teremos tudo funcionando 100% como gostaríamos, mas já estamos trabalhando para fazer o melhor", informou o ministro. "Países, como o Reino Unido, tiveram cinco anos de prazo", comparou.

O ministro também respondeu perguntas sobre os contratos firmados entre a Construtora Delta e o Governo Federal e que foram auditados pela CGU. Hage afirmou que provavelmente há obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nesses contratos, já que grande parte diz respeito à construção de rodovias. "Tudo o que for denunciado pela imprensa, vamos apurar", garantiu Hage.

 

Assessoria de Comunicação Social
Controladoria-Geral da União

voltar para o menu acessível